A Cidade

Rio de Contas

Arapiranga

Contexto Histórico

Segundo historiadores da região, o Distrito de Arapiranga é envolvido por alguns mistérios inda não desvendados até hoje, pois não se tem ideia de quem e quando foi fundado o distrito.

Sabe se, portanto que por volta do século XVll, aproximadamente na mesma época da fundação da cidade de Rio de Contas, da qual é distrito, surge como apoio o imigrante e tropeiros que vinham de Piatã para Rio de Contas, ou vice-versa.

De início, uma localidade pequena formada por trabalhadores rurais que fabricavam em sua grande maioria a rapadura e produtos extraído a cana de açúcar, e que gerava outras profissões como de tropeiros, que levavam a rapadura e traziam outros mantimentos que a região não produzia.

O “comercio” era formada apenas pela capela (hoje, Igreja de São Bernardo), o mercado municipal e algumas casas de donos de fazenda, construídas apenas para suas famílias passarem a festa de São Bernardo. O nome Arapiranga é indígena e quer dizer “Igreja na Terra Vermelha”, qual foi adotado após reuniões feitas pelos moradores da localidade liderados na época pelo vereador Bernardo de Oliveira Lima, antes a localidade era conhecida como Vila de Furnas e Vila Palmital.

Atualmente Arapiranga é uma comunidade com pequenas fontes de emprego fixo, tendo na produção de cachaça seu maior empregador, outras fontes de renda se resume em agricultura familiar, artesanato e repartições publicas

 

Arapiranga possui um grande acervo de cenários paradisíacos, conhecidos inclusive internacionalmente, fato registrado site “Google-Ener Ge – Arapiranga”, o Rio da Água Suja com suas inúmeras cachoeiras e o Poço as Andorinhas são os mais visitados.

Com uma população de cerca de 1.030 (mil e trinta) habitantes, Arapiranga possui, hoje, Escola de Ensino Fundamental (da alfabetização à 8ª Série) e Ensino Médio, Posto de Saúde, Cartório de Registro Civil, Sistema de Telefonia, Água e Energia Elétrica, variedades de casas comerciais, Igrejas Evangélicas, Clube Social, entre outros.

Diante tantos privilégios oferecidos pela natureza somado a seu povo hospitaleiro, foi detectada a falta de incentivo de forma consciente e sustentável a exploração do turismo e geração de renda na comunidade, assim surgiu a ideia de promover um evento que divulgue as belezas naturais da região gerando renda a comunidade; no dia 05 de janeiro de 2013 surge o Trilhão de Arapiranga.

 
 
Página gerada em 0,0538 segundos